tnonline.com.br

Apucarana

Mudar Localidade: Arapongas | Vale do Ivaí

  • Sábado, 08 de Março de 2014
  • 30 ºC


  • 17 ºC
Selo IVC
Você está aqui: Página Inicial / Apucarana

Publicado em 04 de Agosto de 2012, ás 09h58min

PM evita resgate de presos em Apucarana

Homem desceu de um carro na rua que fica nos fundos do minipresídio e pulou o muro da unidade carcerária para tentar arrebatamento

TNOnline Luiz Demétrio

A ação rápida de policiais militares que fazem a guarda no minipresídio de Apucarana evitou um possível arrebatemento de presos às 3h03 da madrugada deste sábado (3). De acordo com a PM, o fato ocorreu assim que cinco detentos foram trazidos do fórum local, após júri popular relativo a homicídio ocorrido em 2006 na cidade.


Um homem desceu de um carro na rua que fica nos fundos do minipresídio e pulou o muro da unidade carcerária. Por uma das câmeras de monitoramento os policiais militares perceberam a ação e o soldado Ferreira saiu do prédio para conter o invasor, após solicitar a vinda de reforço.


Em seguida o invasor voltou correndo e saltou para fora do pátio do minipresídio, perto de uma guarita que há no local. O soldado Ferreira ainda chegou a efetuar três disparos de arma de fogo para o alto no intutito de contê-lo, mas ele embarcou no carro pilotado por um comparsa (possivelmente um GM Chevett) e os dois conseguiram fugir.

Após a chegada de reforço, os policiais realizaram vistoria na ala destinada a menores e localizaram quatro serras e um aparelho de telefone.

Policiais supõem que havia um plano para resgatar o detento Fabiano Ferreira da Luz, o Laquinha, de 29 anos, que foi um dos cinco réus julgado ontem em Apucarana e outros presos mpoderiam aproveitar e ganhar a liberdade forçada.

Laquinha já está condenado a mais de 50 anos de prisão e cumpre pena em unidade penitenciária de Londrina, de onde foi trazido na sexta-feira (3) apenas para ser julgado em Apucarana.

Policiais contaram que ele estava provisoriamente na ala dos menores, de onde seria resgatado, e já foi recambiado para Londrina neste sábado por questão de segurança. 

Aviso Importante: O TNonline não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que sejam postados por "USUÁRIO".

Atenção: Seu comentário passará por um filtro de moderação. O TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.

Escreva seu comentário

escreva seu comentário

O TNonline não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que sejam postados por "USUÁRIO".

AntiRobo enviar comentário
Seu comentário foi enviado e aguarda aprovação.

  • AFF 06/08/2012 10h29

    Esse mini presídio em área residencial é um perigo... agora... o povo cobra aí que o Ferreirinha atire no vagabundo... mas se ele atira no cara e não p cima como fez... vcs vão ferrar a vida do coitado pai de família tbem... pq tirou a vida do vagabundo... deve ser complicado ser policial viu...

  • Mateus 06/08/2012 08h32

    Nunca vi policiais tão cagão como em Apucarana.Se tivesse atirado no bandido talvez fosse um a menos na cidade. É lamentável!!!

  • paulo 06/08/2012 08h57

    Mesmo com um sistema prisional ultrapassado, e superlotado onde abriga presos condenados e temporario da justiça se houvesse uma fuga desses elementos seria um prejuizo para a sociedade. parabens aos pms da guarda pelo serviço prestado.

  • indignado 06/08/2012 08h18

    Que pena, deveriam ter fugido todos os detentos. Infelizmente a coisa tem que primeiro piorar para depois melhorar. Quem sabe se isso ocorresseas autoridades voltariam seus olhos para o problema carcerário.

  • Maike 06/08/2012 08h17

    O cara chega, pula o muro com um monte de coisa pra dentro do presidio, pula de volta pra fora.. Como se estivesse pulando o muro de uma data vazia ou de uma escola primária... Só que neste caso, estava pulando o muro do presídio, do lado das guaritas!Esse presidio virou piada de vez! Agora se está largado ou se está tendo facilitação de fuga já não sei dizer.

  • Débora 06/08/2012 08h16

    Cadeia precária, lotada, pouco efetivo tanto civial como militar. A criminalidade não vai diminuir de uma hora para outra. PENITENCIÁRIA JÁ.

Carregar mais comentários