Apucarana

Câmara de Apucarana

Vara de Execuções autoriza e Alcides Ramos Júnior é empossado

Alcides se reelegeu no pleito de outubro do ano passado com mais de 2,6 mil votos e foi o vereador mais votado no município de Apucarana

Da Redação, em Tribuna do Norte

Após o juiz José Roberto Silvério, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Apucarana, negar na segunda-feira (18) o pedido de autorização para saída temporária do ex-presidente da Câmara de Vereadores, Alcides Ramos Júnior (DEM), do local onde está detido para tomar posse no Legislativo Municipal pela segunda vez, a Vara de Execuções Penais, sediada em Londrina, liberou o apucaranense. Alcides foi trazido escoltado para Apucarana e tomou posse no Legislativo Municipal de Apucarana no início da noite desta terça-feira (19), em procedimento formal coordenado pelo atual presidente, José Aírton de Araújo, o Deco (PR). Após tomar posse, Alcides foi reconduzido ao Centro de Detenção e Ressocialização (CDR) de Londrina. Por orientação de seus advogados, ele pediu licença não remunerada de quatro meses e o suplente Paulo Farias (DEM) deverá assumir sua vaga na Câmara.

Alcides se reelegeu no pleito de outubro do ano passado com mais de 2,6 mil votos, mas depois teve a prisão preventiva decretada após ser denunciado pelo Ministério Público (MP) por peculato e formação de quadrilha. Ele se apresentou à Justiça na sexta-feira (15), após ficar três meses foragido e agora permanece detido em uma cela especial no CDR de Londrina. Agora os advogados do ex-presidente da Câmara trabalham para obter o relaxamento da prisão. Alcides Ramos Júnior nega todas as acusações imputadas contra ele e espera provar sua inocência.




Leia mais na edição de quarta-feira (20) da Tribuna do Norte - Diário do Paraná

MEGA-SENA

CONCURSO 1708 · 27/05/2015

17 29 32 38 45 50