Mercado prevê câmbio a R$ 2,00 em 2012, mostra Focus

Agência Estado: Fernando Nakagawa, em Tribuna do Norte
O mercado financeiro mudou suas previsões e passou a prever que a moeda norte-americana terminará 2012 e 2013 no patamar dos R$ 2. De acordo com a pesquisa Focus realizada pelo Banco Central (BC) e divulgada nesta segunda-feira, a mediana das projeções para o preço do dólar no fim deste ano subiu de R$ 1,96 para exatos R$ 2,00. Para o fim de 2013, avançou de R$ 1,95 também para R$ 2,00. Há um mês, analistas previam dólar a R$ 1,95 no fim de 2012 e R$ 1,94 no fim de 2013.

No mesmo levantamento, o mercado financeiro elevou as previsões para a taxa média de câmbio. Para 2012, o número avançou de R$ 1,93 para R$ 1,94. Para 2013, a estimativa subiu de R$ 1,95 para R$ 1,97. Há um mês, a pesquisa apontava que a expectativa de dólar médio estava em R$ 1,92 neste ano e em R$ 1,91 no próximo ano.

As estimativas para agosto se mantiveram na casa dos R$ 2. Para o fim do mês, a previsão para o dólar subiu de R$ 2,01 para R$ 2,03. Há quatro semanas, estava em R$ 2,00.


Conta corrente


O mercado financeiro reduziu as previsões para o déficit em transações correntes em 2012 na pesquisa semanal Focus realizada pelo Banco Central (BC) e divulgada nesta segunda-feira. Segundo a pesquisa, a mediana das expectativas de saldo negativo na conta corrente em 2012 passou de US$ 62 bilhões para US$ 59,63 bilhões. Há um mês, estava em US$ 65 bilhões.

Para 2013, a previsão de déficit nas contas externas se manteve em US$ 70 bilhões. Quatro semanas antes, analistas esperavam déficit em transações correntes de US$ 71,06 bilhões no próximo ano.

Na mesma pesquisa, economistas ouvidos pelo BC reduziram a estimativa de superávit comercial em 2012 de US$ 18 bilhões para US$ 17,6 bilhões. Para 2013, a previsão foi em direção contrária e teve ligeira alta, de US$ 13,68 bilhões para US$ 13,70 bilhões. Há quatro semanas, essas projeções estavam em US$ 18,09 bilhões e US$ 14,78 bilhões, respectivamente, para os dois anos.

A pesquisa mostrou ainda que as estimativas para o ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED), aquele voltado ao setor produtivo, em 2012, seguem em US$ 55 bilhões há seis semanas. Para 2013, a expectativa de ingresso de IED aumentou de US$ 59,02 bilhões para US$ 60 bilhões. Há um mês, analistas esperavam entrada de US$ 59,50 bilhões em 2013.


Média IPCA


A média das previsões para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) também subiu. De acordo com o levantamento, a média para 2012 passou de 4,95% para 4,98%. A mediana, porém, marcou exatos 5% esta semana. Para 2013, a média seguiu em 5,50%. Para 2014, a média avançou ligeiramente, de 5,21% para 5,22%.

0
Comentário(s)
Publicar