Economia

Paralisação classista

Negociação para o fim da greve dos bancários será retomada hoje

Uma assembleia deve ser realizada na próxima quarta-feira (13) para definir os rumos da paralisação

InfoMoney, em Tribuna do Norte

Após ser suspensa, a negociação das reivindicações dos bancários deve ser retomada nesta segunda-feira (11). A greve chega ao 13º dia, com mais de 8 mil agências fechadas.
 

No último sábado (9), a Fenaban (Federação dos Bancos) apresentou uma proposta considerada insuficiente pelos representantes dos bancários.Pela proposta, o reajuste ficaria em 6,5% para salários de até R$ 4,1 mil – um aumento real de 2,12%. Aqueles que recebem acima deste patamar receberiam um aumento fixo de R$ 266,50.

 

Dessa forma, de acordo com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, os profissionais que recebem acima de R$ 6.212 teriam um reajuste abaixo da inflação.
 

Outras propostas
 

A Fenaban também propôs um aumento para o piso de escriturário, que passaria de R$ 1.074 para R$ 1.180 – um aumento de 9,82%. Para o sindicato, esse reajuste é “insuficiente”. “A Fenaban tem condições de melhorar a proposta”, afirmou, por meio de nota, a presidente do Sindicato, Juvandia Moreira.

Contudo, a federação terá de consultar as direções dos bancos para propor aumentos maiores que os apresentados. “Deixamos claro que defendemos o aumento real maior e que seja igual para todos, sem teto”, argumentou Juvandia.
 

A proposta da federação também prevê que o aumento de 6,5% seja aplicado aos demais benefícios dos bancários, como vales refeições, alimentação, 13ª cesta e outros.
 

“Esperamos que a Fenaban não desperdice mais essa chance de tirar os trabalhadores da greve, apresentando uma proposta global que esteja à altura das reivindicações da categoria”, completou a presidente do Sindicato.
 

Além da renegociação, que deve ser retomada nesta segunda (11), uma assembleia deve ser realizada na próxima quarta-feira (13) para definir os rumos da paralisação.
 

O que fazer com as contas?
 

Até a última quinta-feira (7), 8.280 agências estavam fechadas. Esta é a maior greve dos últimos 20 anos, segundo os representantes dos bancários. Com a paralisação, fica mais difícil pagar as contas. Mas, existem outras canais de atendimento disponíveis aos consumidores.
 

De acordo com a Fenaban, o consumidor tem à sua disposição os canais de atendimento remoto, como a rede de correspondentes composta por casas lotéricas, agências dos correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados.
 

Além disso, as contas que estiverem dentro do prazo de vencimento podem ser pagas por meio das centrais telefônicas dos bancos. Os clientes podem ainda realizar transações por meio do internet banking, telefone e mobile banking (operações pelo telefone celular).
 

A Fenaban acrescenta que todos os canais citados funcionarão normalmente, assim como os serviços de compensação de cheques, transferência de recursos via DOC (Documento de Ordem de Crédito) ou TED (Transferência Eletrônica Disponível), bem como o recolhimento de depósitos e pagamentos nos caixas eletrônicos e o abastecimento de numerário desses equipamentos.



AVISO: O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.

Saiba mais sobre o Marco Civil da internet: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marco_Civil_da_Internet

MEGA-SENA

CONCURSO 1738 · 02/09/2015

12 28 37 46 48 53