Você está aqui: Página Inicial / Esportes

Publicado em 12 de Agosto de 2012, ás 20h45min

No Canindé, Portuguesa e Botafogo empatam por 1 a 1

Agência Estado: AE, em Tribuna do Norte

A Portuguesa empatou com o Botafogo por 1 a 1, neste domingo, no estádio do Canindé, em São Paulo, no fechamento da 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro. E se a equipe paulista pode considerar positivo a boa série de seis jogos sem derrota, não pode festejar uma vitória diante de sua torcida. Com 18 pontos, ocupa a 12.ª posição e está apenas cinco pontos na frente do Palmeiras, primeiro time na zona de rebaixamento. Já o Botafogo, que vinha de derrota, continua em posição intermediária, com 24 pontos, em oitavo lugar.

Como é de costume, o técnico Geninho armou a Portuguesa mais agressiva, praticamente com três atacantes com a saída de Boquita e a volta de Héverton, encostando na frente a Ananias e Bruno Mineiro. E a melhor chance de abrir o placar esteve mesmo nos pés de Héverton. Ele recebeu passe perfeito de Luís Ricardo e ficou na frente do goleiro Jefferson, que cobriu o ângulo e espalmou o chute à queima roupa, aos 12 minutos.

Mas o Botafogo ganhou o setor de meio de campo e passou a pressionar. E fez o primeiro gol aos 18 minutos, com Elkeson de cabeça. Ele aproveitou o escanteio e testou no ângulo esquerdo de Dida. O volante Léo Silva ainda estava perto da trave, mas não alcançou a bola para desviar de cabeça.

Por alguns instantes, o time carioca dominou o jogo. A Portuguesa não desistiu e buscou a reação. E se acalmou ao empatar o jogo, aos 38 minutos. Em um lance parecido com o gol botafoguense. Após escanteio pelo lado direito, Bruno Mineiro subiu de cabeça e mandou a bola no ângulo direito de Jefferson. O goleiro ainda saltou, mas não alcançou a bola.

No segundo tempo, o Botafogo voltou com Lodeiro na vaga do apagado Victor Júnior. O jogo, porém, ficou muito centralizado, sem chances de gol. Aos 22 minutos, sob os aplausos da torcida botafoguense, o holandês Seedorf entrou no lugar de Fellype Gabriel.

Dois minutos depois, temendo perder o meio de campo, Geninho reforçou a Portuguesa com o volante Boquita na vaga de Héverton. Sinal de que o empate parecia bom resultado. A principal chance de gol saiu a favor da equipe paulista, aos 38 minutos. Após escanteio, o zagueiro Gustavo testou para baixo e Jefferson espalmou, em uma grande defesa. Na sequência, a bola foi dividida pelo goleiro com o atacante Diego Viana, que foi tocado nos pés e caiu pedindo pênalti. A falta não foi marcada pelo árbitro paranaense Heber Roberto Lopes, que estava perto do lance polêmico.

A 17.ª rodada será realizada no meio de semana. Na quarta-feira, a partir das 19h30, a Portuguesa vai enfrentar o Grêmio, em Porto Alegre. Mais tarde, a partir das 21h50, o Botafogo recebe o Sport, no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA

PORTUGUESA 1 x 1 BOTAFOGO

PORTUGUESA - Dida; Luís Ricardo, Gustavo, Valdomiro e Marcelo Cordeiro; Ferdinando, Léo Silva, Moisés e Héverton (Boquita); Ananias e Bruno Mineiro (Diego Viana). Técnico: Geninho.

BOTAFOGO - Jefferson; Lucas (Jadson), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Amaral, Victor Júnior (Lodeiro), Renato e Andrezinho; Fellype Gabriel (Seedorf) e Elkeson. Técnico: Osvaldo de Oliveira.

GOLS - Elkeson, aos 18, e Bruno Mineiro, aos 38 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcelo Cordeiro e Valdomiro (Portuguesa); Amaral e Márcio Azevedo (Botafogo).

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (Fifa/PR).

RENDA - R$ 89.340,00.

PÚBLICO - 3.208 pagantes.

LOCAL - Estádio do Canindé, em São Paulo (SP).

Aviso Importante: O TNonline não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que sejam postados por "USUÁRIO".

Atenção: Seu comentário passará por um filtro de moderação. O TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.

Escreva seu comentário

escreva seu comentário

AntiRobo enviar comentário
Seu comentário foi enviado e aguarda aprovação.

Não perca tempo e seja o primeiro a comentar esta notícia.