Auditor é retirado do julgamento da Lusa ao revelar voto

Agência Estado: Fábio Hecico, em Tribuna do Norte

O auditor Washington Rodrigues de Oliveira, que deveria fazer parte do julgamento da Portuguesa no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), foi retirado da sessão marcada para acontecer na segunda-feira. Ele adiantou sua opinião sobre o caso, através das redes sociais, e chegou a dizer que pediria a condenação da Lusa.

Assim, o julgamento em primeira instância do caso passa a contar com voto de apenas quatro auditores que fazem parte da 1ª Comissão Disciplinar do STJD. A Portuguesa pode perder pontos pela escalação irregular de um jogador, o que traria mudanças importantes na classificação final do Campeonato Brasileiro, encerrado no domingo.

A Portuguesa é acusada de ter escalado o meia Héverton irregularmente na última rodada do Brasileirão, domingo passado, diante do Grêmio. O jogador tinha sido punido pelo STJD na sexta-feira e teria que cumprir suspensão, mas a diretoria da Lusa diz não ter sido avisada da pena. Agora, o clube corre risco de perder quatro pontos.

Se for condenada a perder quatro pontos (três pela escalação irregular e um pelo empate diante do Grêmio), a Portuguesa seria rebaixada no lugar do Fluminense. A diretoria da Lusa vem preparando sua defesa para o julgamento de segunda-feira e está irritada com o prejulgamento do auditor e também do procurador do STJD, Paulo Schmitt.
0
Comentário(s)
Publicar