tnonline.com.br

Apucarana

Mudar Localidade: Arapongas | Vale do Ivaí

  • Quarta-feira, 14 de Maio de 2014
  • 25 ºC


  • 16 ºC
Selo IVC
Você está aqui: Página Inicial / Geral

Publicado em 01 de Julho de 2013, ás 15h09min

Além de São Paulo, rodovias são fechadas em outros quatro Estados

TNOnline FolhaPress



BELO HORIZONTE, MG, 1º de julho (Folhapress) - Além dos protestos que bloqueiam rodovias de São Paulo, caminhoneiros realizam na manhã de hoje manifestações em quatro Estados: Minas Gerais, Espírito Santo, Santa Catarina e Mato Grosso. Diversas rodovias tiveram que ser fechadas.
Em Minas, três rodovias federais têm bloqueios apenas para caminhões. Ônibus e carros estão liberados para trafegarem por uma pista da rodovia bloqueada, segundo a polícia.
Os protestos acontecem em dois pontos da rodovia Fernão Dias, nos municípios de Igarapé (região metropolitana de Belo Horizonte) e em Carmópolis de Minas. Na BR-381, trecho norte (liga BH a Governador Valadares), os protestos acontecem em João Monlevade, São Gonçalo do Rio Abaixo e em Antônio Dias.
Outro protesto acontece na BR-040, que liga Belo Horizonte ao Rio de Janeiro. O trecho é em Nova Lima, na saída da capital mineira.
Os congestionamentos de caminhões nas pistas bloqueadas é de aproximadamente oito quilômetros, exceção do trecho de 20 km da Fernão Dias que vai de Igarapé a São Joaquim de Bicas. Todo esse trecho está tomado por caminhões.
Cafeicultores da região leste de Minas Gerais também aderiram aos protestos e bloqueiam desde as 10h30 de hoje a BR-262, em Manhuaçu (a 282 km de Belo Horizonte), que liga o território mineiro a Vitória (ES).
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o protesto acontece no trevo de Realeza, próximo à confluência das rodovias BR-262 e BR-116 (Rio-Bahia). Não há informações sobre congestionamentos. A PRF informou que o motivo do protesto é para reivindicar melhores preços da saca de café de 60 kg.
Espírito Santo
Grupos de caminhoneiros bloquearam rodovias em três cidades do Espírito Santo nesta manhã.
Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), os manifestantes querem isenção de pedágio e redução de impostos que incidem sobre o óleo diesel.
O maior bloqueio ocorre na BR-262 em Viana (22 km de Vitória), onde três caminhões foram estacionados sobre as pistas para bloquear o tráfego.
A manifestação começou às 6h30 no km 9,5 da rodovia. Ambulâncias, carros de passeio e ônibus passam pelo acostamento.
Os outros dois bloqueios ocorrem na BR-101, a principal ligação do Espírito Santo com o Rio de Janeiro.
Em Iconha (84 km de Vitória) o protesto fecha a rodovia no km 374. Em Rio Novo do Sul (102 km de Vitória), no km 392.
Nessas duas cidades também está liberada a passagem de ambulâncias, ônibus e carros de passeio.
Patrulheiros do posto central da PRF no Espírito Santo informaram, às 11h30, que o protesto é pacífico.
Santa Catarina e Mato Grosso
Em Santa Catarina, o protesto nacional dos caminhoneiros começou às 10h e fecha duas rodovias do Oeste do Estado. Em Palmitos (559 km de Florianópolis), os caminhoneiros fecharam a BR-158. Em Maravilha (576 km de Florianópolis), a BR-282.
A manifestação reunia às 13h de hoje cerca de 50 caminhoneiros em cada uma das cidades, segundo a PRF. Não houve violência. Os caminhoneiros liberaram a passagem de carros de segurança e ônibus. Em faixa colocada no acostamento, o grupo avisou que vai repetir o bloqueio na quarta-feira (4).
Em Mato Grosso, a BR-364, que liga Cuiabá a Rondonópolis, está fechada desde as 7h. Por dia, passam 15 mil veículos na rodovia.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o bloqueio acontece ainda no perímetro urbano e, por volta do meio-dia, o congestionamento nas duas pistas já somava 10 quilômetros.  

Aviso Importante: O TNonline não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que sejam postados por "USUÁRIO".

Atenção: Seu comentário passará por um filtro de moderação. O TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.

Escreva seu comentário

escreva seu comentário

O TNonline não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que sejam postados por "USUÁRIO".

AntiRobo enviar comentário
Seu comentário foi enviado e aguarda aprovação.

Não perca tempo e seja o primeiro a comentar esta notícia.