Eleições AM

Candidata a vereadora é presa com droga e santinhos em Itacoatiara

FolhaPress, em Tribuna do Norte





Por Kátia Brasil

MANAUS, AM, 7 de outubro (Folhapress) - Uma candidata a vereadora do município de Itacoatiara (176 km de Manaus) e um homem foram presos por suspeita de crimes de corrupção eleitoral e tráfico de drogas na manhã de hoje no bairro Piçareira, informou a Polícia Federal do Amazonas.

Carme Cristina da Silva Lima (PDT), 32, foi flagrada por policiais militares com 11 papelotes de pasta base de cocaína e santinhos dentro de um carro Renault Sandero.

Antes da prisão, os policiais militares observaram uma aglomeração de eleitores em volta do veículo. O bairro Piçareira, segundo a PM, é uma área de influência do tráfico na cidade.

Segundo o delegado Daniel Ottoni, a candidata e o homem, que não teve o nome divulgado, tentaram fugir quando notaram a presença dos policiais. Os eleitores saíram correndo do local.

"Na fuga, eles [a candidata e o homem] tentaram se desfazer da droga e jogaram um saco plástico com os papelotes pela janela num canteiro de rua, mas logo os policiais cercaram o carro e apreenderam a droga e os santinhos", afirmou Ottoni.

Segundo a PF, a candidata é casada com um homem que cumpre prisão por tráfico de drogas no presídio local.

Até as 15h (horário local), a candidata Carme Cristina da Silva Lima continuava presa na Delegacia da Polícia Civil de Itacoatiara. Ela não tinha prestado depoimento nem contratado um advogado para defendê-la.

Sobre a situação da candidata perante a Justiça Eleitoral, o promotor da Comarca de Itacoatiara, Valber Diniz da Silva, disse que aguarda uma notificação da PF sobre o caso. Ele classificou a prisão da candidata como um fato isolado.

Avião

Na cidade de Itamarati (980 km a oeste de Manaus), a Polícia Militar apreendeu por volta das 12h (horário local) um avião bimotor modelo sêneca com cinco pessoas a bordo, sob suspeita de transporte ilegal de eleitores.

A aeronave foi fretada por R$ 11,9 mil por um correligionário do candidato a prefeito Maqcharles Brito Lobo (PRB), informou o tenente da PM Ricardo Pires Pereira.

Pereira disse que os policiais estavam de prontidão no aeroporto, aguardando o avião que tinha decolado da cidade de Carauari com destino a Itamarati. Quando pousou, a aeronave foi cercada e apreendida por duas horas.

"Os eleitores disseram que Antônio Mendes, que é partidário do candidato Maqcharles Lobo, pagou o frete", disse o tenente.

Segundo a polícia, o acesso a Itamarati só é possível de barco ou avião. De embarcação, a viagem de Carauari à cidade dura três dias. De avião, o trecho de 450 km entre as cidades é realizado em 35 minutos.

A reportagem procurou o candidato a prefeito Maqcharles Lobo e o empresário Antônio Mendes, mas eles não foram localizados.
 

0
Comentário(s)
Publicar