Você está aqui: Página Inicial / Política

Publicado em 15 de Abril de 2013, ás 16h43min

Ministério investigará supostas fraudes no Minha Casa, Minha Vida

FolhaPress, em Tribuna do Norte



SÃO PAULO, SP, 15 de abril (Folhapress) - O Ministério das Cidades vai abrir sindicância e acionar a Controladoria-Geral da União para investigar denúncias envolvendo a empresa paulista RCA Assessoria em Controle de Obras e Serviços, por possíveis fraudes no Programa Minha Casa, Minha Vida.
Segundo reportagem deste fim de semana do jornal "O Globo", um grupo de ex-funcionários do ministério montou esquema destinado a fraudar contratos para a construção de casas populares.
A matéria aponta "possíveis irregularidades entre os correspondentes bancários contratados pelas instituições financeiras privadas vencedoras da Oferta Pública para o Programa Minha Casa, Minha Vida, nos municípios com até 50 mil habitantes".
Ainda segundo o jornal, uma das empresas beneficiadas pelo esquema a JB Lar, habilitada para construção de 95 casas no Espírito Santo tem o mesmo endereço da RCA: Avenida Brigadeiro Luiz Antônio 4.553, em São Paulo.
A RCA, acrescenta a matéria, estaria, ao mesmo tempo, sendo representante do agente financeiro, responsável por controlar as construções, bem como por medí-las e fiscalizá-las. Entre os sócios da empresa estão um ex-diretor de Produção Habitacional do Ministério das Cidades filiado ao PC do B, e um ex-garçom do mesmo ministério.
Em nota, o Ministério das Cidades diz que vai instaurar sindicância e acionar a Controladoria-Geral da União para fazer "rigorosa apuração dos fatos com a punição de eventuais responsáveis, se for o caso".

 

Aviso Importante: O TNonline não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo que sejam postados por "USUÁRIO".

Atenção: Seu comentário passará por um filtro de moderação. O TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.

Escreva seu comentário

escreva seu comentário

AntiRobo enviar comentário
Seu comentário foi enviado e aguarda aprovação.

Não perca tempo e seja o primeiro a comentar esta notícia.